Menu

Verdades e Mentiras sobre os cuidados com a voz

16 ABR 2018
16 de Abril de 2018
Colocar um balde de água no canto da sala.
Essa prática não funciona. É indicada para quem fica em ambiente com ar-condicionado, mas é fora de propósito. O ar-condicionado prejudica a voz pelo fato de retirar a umidade do ambiente e, automaticamente, ressacar a pele como um todo, ressecar o corpo e a laringe. Geralmente, quem fica por muito tempo num ambiente com ar-condicionado está sempre tossindo, pigarreando... Atitudes que fazem com que as pregas vocais entrem em um brusco atrito. A única maneira de repor essa secura do ar é fazer a ingestão direta de água natural, a chamada hidratoterapia. Terapia que consiste em ingerir 2 litros de água por dia, uma média de 8 a 10 copos.

Curso de Locução: AQUI!

Tomar uma dose de conhaque antes do discurso. 
Errado! O conhaque, bem como o gengibre e o própolis, tem a propriedade de anestesiar as pregas vocais. "Se você tomar uma dose de conhaque ou mastigar um pedaço de gengibre, terá, no momento, uma sensação de alívio. É por isso que as pessoas dizem que tomam um gole de conhaque e falam melhor; essa sensação é real, mas é, também, circunstâncial. Se você passar de uma dose para duas, três, quatro doses terá cada vez mais a sensação de alívio", explica Daniela Ruiz. Mas, segundo ela, durante essa sensação de alívio, você perde a sensibilidade e passa a falar de maneira abusiva. O mesmo procedimento acontece com as pastilhas e os sprays.

Propólis e gengibre fazem bem à garganta? 
Se a pessoa está passando por um processo infeccioso, o própolis é indicado, desde que ela não vá falar. O própolis e o gengibre têm um efeito antibactericida, isso é comprovado. Só que, por outro lado, eles anestesiam a prega vocal. Eles têm o mesmo efeito do conhaque.

E as bebidas alcoólicas? fazem muito mal? 
O álcool é a questão da anestesia. Em função dessa anestesia, você passa a abusar mais da voz, a falar mais alto, mais forte, porque você perde a sensibilidade.

Curso de Locução: AQUI!

Chá e gargarejo de folha de romã fazem bem?
A folha de romã não tem nenhuma comprovação científica, então não é indicada.

E o mel, é bom?
O mel proporciona uma sensação de alívio. No caso das infecções é bastante indicado. E não tem a propriedade de anestesia. Não há contra-indicação, com exceção daqueles misturados com o própolis.

Fumar prejudica a voz?
Basta dizer que o fumo é o principal causador do câncer de laringe.

Gargarejo com limão e vinagre funciona?
Tanto o limão, quanto o vinagre, se usados a longo prazo, destroem a mucosa do caminho percorrido pela voz. Portanto, não devem ser usados.

Curso de Locução: AQUI!

Água e sal: único gargarejo indicado! 
O sal misturado à água se dilui e é a única substância que não destrói a mucosa do trato vocal (caminho percorrido pela voz), qualquer outra coisa destrói o trato vocal, a exemplo do vinagre e do limão. Ambos, se usados a longo prazo, são capazes de destruir a mucosa e o epitélio do trato vocal. "Quando eu falo trato vocal, estou me referindo ao caminho que vai da prega vocal até a boca", explica a fonoaudióloga.

Comer uma maçã, limpa o trato vocal (caminho percorrido pela voz), ajuda combater a secura, além de ser adstringente e facilitar a articulação.

Alimentos cítricos, como laranja e limão são bons para eliminar secreções.
Leite e derivados devem ser evitados antes de falar em público, pois eles aumentam a secreção.
Chocolate é contra-indicado para quem usa muito a voz.

Curso de Locução: AQUI!

Em vez de tossir ou pigarrear, prefira engolir e tomar bastante água. A tosse e o pigarro são hábitos vocais que podem prejudicar a voz, uma vez que o atrito brusco que ocorre nas cordas vocais, cada vez que tossimos, pode provocar a longo prazo os chamados popularmente de calos vocais.
Voltar
Tenha também o seu site. É grátis!